A Sustentabilidade da Reabilitação

22 de Junho de 2015

Investir na reabilitação é consensual, sendo para as empresas de materiais de construção e de equipamentos, uma importante alternativa à construção nova.  

O mercado dos equipamentos e materiais de construção tem-se debatido com dificuldades, nomeadamente na diminuição do volume de vendas. Sendo o setor da construção de raiz – que ainda mantém o seu período de crise – o maior cliente deste segmento, qual a possibilidade do mercado dos materiais de construção não depender em demasia da procura interna da construção nova?
 
Enquanto consultor de recrutamento especializado na área, tenho tido oportunidade de discutir esta adaptação ao mercado com alguns responsáveis empresariais. Verificam-se rumos que passam pela exportação e pela aposta no cliente particular (do it yourself). No entanto, a manutenção e a conservação do imobiliário nacional será sempre a alternativa com maior viabilidade e pertinência no setor.
 
Os incentivos à reabilitação urbana tornam-se importantes quando observamos a acentuada quebra nas obras públicas, sendo notório que também o segmento da habitação continua em declínio. Indubitavelmente, deparamos diariamente com oportunidades para investir na requalificação de edifícios. Segundo dados apresentados pela Confederação da Construção e do Imobiliário, cerca de um milhão de casas estão a necessitar de intervenção, o equivalente a 34% do total dos imóveis.
A reabilitação anda de mãos dadas com o arrendamento, o qual, cada vez mais, depende da presença de incentivos de natureza fiscal tornando-o mais atrativo aos investidores. Na Iniciativa para a Competitividade e o Emprego do Governo, a reabilitação urbana e dinamização do mercado de arrendamento é a quarta das cinco áreas classificadas como fundamentais para o desenvolvimento económico-social do país. Entre as várias medidas apontadas no documento, destaca-se a simplificação dos procedimentos e formalidades em caso de incumprimento do contrato de arrendamento. O objetivo é tornar o arrendamento num investimento seguro e atractivo, garantindo os direitos aos proprietários, sem prejuízo da manutenção de garantias adequadas aos arrendatários. Esta medida visa tentar pôr cobro à situação em que a maioria dos proprietários desinteressa-se pela manutenção do imobiliário, dada a dificuldade no retorno do investimento.
Sendo criadas as condições para que esta situação seja uma realidade, as empresas de materiais de construção e de equipamentos têm aqui a possibilidade de não depender apenas do setor da construção. Efetivamente, esta oportunidade inclui a reparação de coberturas, impermeabilizações, isolamentos, tratamentos de betão da estrutura, pinturas, substituição de caixilharia, renovação de redes de água, esgotos e gás, entre outras variadas intervenções técnicas.
 
Tendência Positiva e Indicadores de Confiança
 
O incentivo à reabilitação é ainda preconizado no recente decreto-lei n.º 53/2014 que promove uma política urbana orientada para responder às necessidades num edificado existente e a necessitar de recuperação e conservação. Um recente estudo elaborado pela AICCOPN (Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas), confirma essa mesma importância das alterações legislativas efetivas dos processos de licenciamento das operações de reabilitação.
 
Teremos, deste modo criadas as condições para reavivar o mercado da reabilitação edificada, fundamental para um setor marcado por um período conturbado? Dados recentes apresentados pela AICCOPN comprovam que estamos a assistir a um sinal positivo de retoma ao nível da atividade, carteira de encomendas e de licenciamento.
 
Indubitavelmente, as operações de renovação e de reabilitação são de maior interesse para as empresas de materiais de construção que a própria construção nova, uma vez que são mais intensivas em produtos com maior valor acrescentado, sobretudo materiais de acabamento e equipamentos. Sendo assim, todas as medidas apontadas à sustentabilidade do processo de reabilitação serão certamente bem recebidas pelo setor.
Service Trabalho Temporário Sourcing Outsourcing Msearch Recrutamento e Selecção Upgrade Outsourcing na área das TI Field Marketing